LYRIC



Quando paro, paro para pensar
No que um dia fomos, e no que podia dar
Trocávamos mensagens, até com um olhar
E num olhar tudo ficou, o que ficou por contar

O que ficou por dizer
O que ficou por contar
O que ficou no passado
Não pode mais voltar!

Às vezes sinto ou parece que minto
Que o ar que respiro, só tu o podes dar
Não estás aí, não estás aí
Se já não estás aqui
O que sou eu sem ti

Tens medo do incerto, ou medo de errar
No fundo sei quem queres por perto, para poder abraçar
Palavras não explicam, o que ficou por dizer
Se és bem mais do que dizes, ainda fico sem saber

O que ficou por dizer
O que ficou por contar
O que ficou no passado
Não pode mais voltar!

Às vezes sinto ou parece que minto
Que o ar que respiro, só tu o podes dar
Não estás aí, não estás aí
Se já não estás aqui
O que sou eu sem ti

A vida segue encontra o teu lugar
Pois tu foste quem não quis ficar
A vida segue encontra o teu lugar
Pois tu foste quem não quis ficar

Às vezes sinto, ou parece que minto
Que o ar que respiro, só tu o podes dar
Não estás aí, não estás aí
Se já não estás aqui
O que sou eu sem ti

Às vezes sinto ou parece que minto
Que o ar que respiro, só tu o podes dar
Não estás aí, não estás aí
Se já não estás aqui
O que sou eu sem ti

Tags:

Estás (3) - Não (1) - Pop (693)

SHARE

Your email address will not be published. Required fields are marked *

ADVERTISEMENT